Mantenedora

O Colégio CRA é mantido pela FEPESMIG, Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas. Ela surgiu do ideal de educadores que um dia sonharam transformar Varginha no maior centro educacional do Sul de Minas. A entidade não-governamental sem fins lucrativos foi criada em 1965 como Fundação Universidade do Sul de Minas (Decreto Estadual nº 8.496, de 15/7/1965), denominação alterada em 1974 para Fundação de Ensino e Pesquisa do Sul de Minas (Lei Estadual nº 6.387, de em 17/7/1974).

Sua criação se justificava pelo desejo por uma instituição de ensino superior que atendesse aos anseios não só da cidade, mas de toda a região do Sul de Minas. A primeira semente de uma universidade em Varginha foi lançada com o apoio da Mitra Diocesana da Campanha, participante do projeto político-cultural da Igreja Católica, que visava a combater o positivismo, o liberalismo político e dar à laicização do ensino e da cultura um cunho cristão.

A princípio, os cursos eram ministrados no Colégio dos Santos Anjos. Em 1972, quando da inauguração de sede própria (bloco I, campus I), a entidade foi transferida para o bairro Vila Pinto, à avenida Coronel José Alves, 256, seu endereço atual.

A história da Fepesmig está intrinsecamente ligada ao crescimento e desenvolvimento do Sul de Minas. Desde os primeiros passos, com a formação de professores através dos cursos de Licenciatura em História, Letras, Matemática e Pedagogia e de engenheiros mecânicos e químicos, a Fepesmig cumpriu honrosamente a sua missão diante da sociedade.

Em 1979, teve início a Faculdade de Engenharia Mecânica de Varginha (Femva). Posteriormente, com a implantação do curso de Engenharia Química, a denominação foi alterada para Faculdade de Engenharia de Varginha (Fenva), sempre visando ao crescimento cultural do município e da região e ao cumprimento de seu papel de fomentadora do desenvolvimento social e humano de toda a comunidade que a cerca.

Na sua evolução histórica, destacam-se ideais, contradições, conquistas, recuos e sonhos, sentimentos esses que mostram o desejo de ousar e os problemas de organização e de integração entre o pedagógico, o administrativo, o financeiro e o político, sempre presentes no sistema educacional brasileiro.

Entretanto, mantendo a chama de seu ideal, não parou de ousar ante os obstáculos que, a cada momento, surgiam na sua caminhada. E foi por causa de sua fé inabalável na força do trabalho que, nos idos de 1990, um grupo de professores um dia sonhou. Foi nesse momento de desafio profissional e humano que, em 7 de dezembro de 1991, cinco professores e um representante da comunidade, sob a liderança empreendedora do professor Stefano Barra Gazzola, assumiram a administração da Fepesmig, num contexto de esperança nos novos tempos e de crença na possibilidade de concretização de seus ideais, através de ações renovadoras das estruturas acadêmica e administrativa.

Em 1993 o professor Stefano Barra Gazzola assume a presidência e impulsiona a FEPESMIG por um novo modelo de gestão. Em um processo de expansão jamais visto na história de Varginha, foram criados novos cursos, inauguradas novas instalações (bloco II, campus I), executados novos projetos e iniciada a fusão entre Fafi e Fenva.

O primeiro curso foi Licenciatura em Educação Física (1996), abrindo uma nova oportunidade de formação profissional e atendendo uma demanda de toda a região. No mesmo ano, a Instituição criou a FepesmigNet, o primeiro provedor de acesso à internet do Sul de Minas, em uma atitude pioneira, inovadora e ousada. Data deste ano também a inauguração de novas instalações no campus I (bloco III). No ano seguinte, acompanhando a evolução tecnológica, foi criado o curso de Bacharelado em Informática, denominado hoje Ciência da Computação.

No final da década de 90, mais especificamente no ano de 1998, mais um importante passo para a história do Ensino Superior na região foi o início da oferta de cursos de Pós-Graduação, uma necessidade dos profissionais e do mercado de trabalho. Neste ano, o Campus I da Instituição ganhou o seu quarto e último bloco, última construção realizada na unidade.

A implantação do curso de Comunicação Social, com habilitações em Jornalismo e Publicidade e Propaganda, em 1999, foi a última investida da Instituição antes da fusão entre Fafi e Fenva e surgimento do Unis-MG. Assim como os anteriores, a proposta de implantação desse curso veio de fora para dentro e resultou no início da profissionalização do meio na região.

Esta trajetória nos remete a 21 de novembro de 2000, quando, por meio do Decreto Estadual nº 41.371, de 22 de novembro de 2000, as faculdades mantidas pela Fepesmig passaram a constituir o Centro Universitário do Sul de Minas. O novo milênio foi marcado pelo rompimento das fronteiras do município, com a criação de unidades e cursos fora de sede.

Hoje o Grupo Unis mantém o Colégio CRA, o Colégio Alpha (Varginha), Colégio Nova Geração (Três Corações), o Colégio Travessia (Três Pontas), o Centro Universitário do Sul de Minas (Unis MG, o Faculdade Três Pontas (FATEPS), a Faculdade Betim (FABE) e as Faculdades Integradas de Cataguases (FIC).

Grupo Unis

Missão

”Formar pessoas socialmente responsáveis, em diferentes áreas do conhecimento, contribuindo para o desenvolvimento das regiões em que atua.”

Visão

"Até 2018, ser uma Instituição de Ensino Superior que, mediante práticas inovadoras e tecnológicas, se destaca no cuidado com sua gente."

Valores Institucionais

Prestabilidade, Excelência e Inovação.

Tweets

Galeria de Fotos